top of page
  • mgpsicomport

TRISTEZA NÃO É DEPRESSÃO

Tristeza é emoção. Depressão é doença.

Todos nós temos emoções e aprendemos a nomeá-las de acordo com a situação, as experiências e os grupos sociais que fazemos parte (comunidade verbal).


Quando você chora, alguém pode perguntar: “Você está triste por que?”. A partir daí, há uma associação entre chorar e estar triste, embora, nem sempre seja este o fato.



A depressão é um fenômeno complexo (como outras doenças emocionais), e pode ser caracterizada pela perda de prazer, tristeza profunda, sensação de fadiga, perda ou diminuição de libido, alteração no sono e apetite, diminuição de concentração, dentre outros.


O quadro de tristeza intenso e prolongado, motivado por vários fatores, pode contribuir, potencializar ou mesmo, ser a base do quadro depressivo, mas geralmente, não é a única causa.


Sentir é inevitável. Seja alegria ou tristeza.


Aprender a nomear nossos sentimentos, pode significar que estamos com uma boa habilidade de observar e descrever o contexto, o que pode nos ajudar a lidar adequadamente com as nossas emoções.


Sentir tristeza é experienciar as várias nuances da vida. Acolha sua tristeza, ela faz parte de você!


É muito comum a associação entre tristeza e ansiedade e isso não é errado, mas esse não é o único sintoma de depressão e muitas vezes, esse não é o sintoma que mais se destaca em uma pessoa com transtorno depressivo.


Precisamos ficar atentos para não criarmos um padrão que não confirma um diagnóstico.


A tristeza, como as demais emoções, fazem parte da vida!


Por: Marcos Guimarães - @marcosguimaraespsi

28/04/2023


19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page